Nota Oficial

Diante de nota lançada pelo Instituto Gerir, a Secretaria de Estado da Saúde esclarece:

1. A nota demonstra desespero diante de ações normais, previstas em lei, praticadas pela Secretaria de Saúde, para garantir o serviço público de saúde no nosso Estado.

2. Não houve nenhum calote por parte do Estado. O que houve, na verdade, é que o Instituto Gerir quer receber dinheiro público sem prestar contas e comprová-las. Isso é impossível e houve várias notificações e reuniões sobre o assunto. Infelizmente, o Gerir não resolveu os seus problemas e optou pelo caminho da chantagem, por exemplo, sabotando serviços, o que não é admissível.

3. As 3 unidades hospitalares que eram administradas pelo Gerir estão com contratos suspensos e sob administração emergencial, para garantir a continuidade dos serviços.

4. As três unidades de saúde, antes administradas pelo Instituto Gerir, estão funcionando normalmente e irão inclusive ampliar serviços, o que era atrapalhado pela má gestão do Gerir.

Compartilhe já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website