Inovações marcam o “São João de Todos” do Governo do Maranhão

O ‘São João de Todos’ está encantou maranhenses e turistas. Foto: Handson Chagas/Secap

O ‘São João de Todos’ está encantou maranhenses e turistas. Foto: Handson Chagas/Secap

O período oficial do São João se encerra nesta quinta-feira (30), dia destinado a homenagear São Marçal. Mas para quem deseja estender o período na festividade, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), promoverá atrações especiais até o dia 2 de julho, sábado. Este ano, além de aumentar a programação, o governo inovou com espaços destinados à família e ações para acolher o turista durante o “São João de Todos 2016”, ofertando diversos roteiros turísticos a serem explorados no Maranhão.

Central de Atendimento ao Turista fez sucesso no arraial do Ipem. Foto: Karlos Geromy/Secap

Central de Atendimento ao Turista fez sucesso no arraial do Ipem. Foto: Karlos Geromy/Secap

Durante toda a festividade, o brincante encontra nos arraiais do Parque Folclórico, da Vila Palmeira, do Centro Social dos Servidores do Estado (IPEM), da Praça Nauro Machado e na Praça Maria Aragão, as Centrais de Atendimento ao Turista (CAT). A finalidade é a promoção do destino turístico no Maranhão não só para os visitantes, mas também para estimular o próprio maranhense a conhecer melhor o seu estado.

Para quebrar as barreiras físicas e culturais, o governo promove o ‘São João do Maranhão’ fora do estado, no qual realiza uma série de ações de divulgação em outras capitais. Além do vídeo institucional que está circulando nas redes sociais, com mais de 600 mil visualizações, as imagens, também circulam em emissoras de televisão nacionais e locais e o áudio nos rádios, com informações sobre o São João do estado, com a finalidade de atrair visitantes para nossa festa.

Além dos turistas, visando a participação de toda a família no São João de Todos, o governo projetou espaços específicos para criançada. Em uma das ações com o objetivo de democratizar a festa, a Sectur estruturou uma programação infantil nos arraiais oficiais. A programação ocorre no Parque Folclórico da Vila Palmeira e no Centro Social dos Servidores do Estado (IPEM). Neste último, um espaço reservado para contação de história vem levando ao público infantil informações sobre a dança folclórica do bumba meu boi, ressaltando, por meio de encenação, um dos traços culturais mais marcantes na cultura maranhense.

O ‘São João de Todos’ está encantou maranhenses e turistas. Foto: Handson Chagas/Secap

O ‘São João de Todos’ está encantou maranhenses e turistas. Foto: Handson Chagas/Secap

Na contação história e representação dos artistas, tem feito presente os grandes ícones da cultura maranhense. Alguns dos nomes saudosos estão sendo homenageados nos arraiais do São João de Todos, como é o caso do Arraial “Marcelino de Guimarães”, que será realizado Praça Nauro Machado na Praia Grande, Centro Histórico. Durante a narração, as crianças serão informadas sobre a biografia do Marcelino, que foi um dos intérpretes de toada mais antigas do Maranhão, e que o boi de Guimarães, onde ele foi cantador, um dos mais tradicionais com seu sotaque de zabumba. Por sua trajetória, Marcelino foi reconhecido pelo Ministério da Cultura (MinC) como mestre em cultura popular.

Já numa proposta de geração de renda para os comerciantes, o governo disponibilizou barracas para a categoria, durante todo o período junino nos arraiais oficiais da administração. No arraial da Vila Palmeira foram credenciados 60 vendedores ambulantes e 46 para ter acesso as barracas. No arraial do Ipem foram entregues 20 barracas e 30 credenciais para ambulantes. Já na Praça Nauro Machado foram distribuídas 100 credenciais para vendedores ambulantes. Quanto a barracas neste último ponto, não foram permitidas as instalações, devido a proteção ao patrimônio histórico e artístico do local.

Chegadas e partidas

Turistas aproveitaram para tirar fotos e também fazer selfies. Foto: Gilson Teixeira/Secap

Turistas aproveitaram para tirar fotos e também fazer selfies. Foto: Gilson Teixeira/Secap

Por meio de encenação teatral de atores e dançarinos, vestidos com indumentárias que representam parte da cultura do Maranhão, turistas e maranhenses que desembarcam no aeroporto internacional Marechal Hugo da Cunha Machado, até o dia 2 de julho, serão surpreendidos com a musicalidade do tradicional bumba-boi do Maranhão.

O aeroporto também ganhou um destaque especial para a época, com decoração de bandeirinhas penduradas em todo o teto da estrutura, dando representatividade ao período junino.

Investimento nos bairros

Em uma ação que visa democratizar o acesso à festa, o Governo apoia os arraiais de 15 bairros em São Luís. O total do investimento é de R$ 7 milhões para as unidades dos vivas.

O recurso foi distribuído entre os Vivas do João Paulo, Cohajap, Cidade Operária, Vicente Fialho, Bairro de Fátima, Liberdade e João de Deus, e os arraiais do Largo de São Pedro, Santo Antônio e do Anjo da Guarda, além dos oficiais que estão acontecendo no Arraial do Ipem (Calhau), Arraial da Vila Palmeira, Arraial, no Arraial da Maria Aragão (Centro), e na Praça Nauro Machado, além do destinado ao grande evento do dia de São Marçal, que acontece nesta quinta-feira, no bairro do João Paulo.

Expressão cultural genuinamente maranhense, o Tambor de Crioula teve espaço exclusivo neste São João de Todos 2016. Foto: Karlos Geromy/Secap

Expressão cultural genuinamente maranhense, o Tambor de Crioula teve espaço exclusivo neste São João de Todos 2016. Foto: Karlos Geromy/Secap

Tranquilidade, fé e devoção marcaram a procissão a São Pedro, realizada na tarde desta quarta-feira (29), em São Luís. Foto: Karlos Geromy/Secap

Tranquilidade, fé e devoção marcaram a procissão a São Pedro, realizada na tarde desta quarta-feira (29), em São Luís. Foto: Karlos Geromy/Secap

Tranquilidade, fé e devoção marcaram a procissão a São Pedro, realizada na tarde desta quarta-feira (29), em São Luís. O evento religioso, que todos os anos mobiliza dezenas de pessoas, contou com o apoio do Governo do Maranhão no reforço ao esquema de segurança, formado por Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Guarda Municipal e Capitania dos Portos. Os devotos, que acompanharam a peregrinação da imagem por terra e mar, rezaram e cantaram hinos ao santo padroeiro dos pescadores.

Após centenas de brincantes de bumba meu boi renderem homenagens a São Pedro, durante a madrugada do dia 29, na capela que leva seu nome, no bairro da Madre Deus, foi a vez da imagem, ao amanhecer do dia, preparar-se para peregrinação por terra e mar. Por meio de viatura do Corpo de Bombeiros, o santo saiu da capela e foi conduzido pela avenida Beira-Mar até a Rampa Campos Melo, no Cais da Praia Grande. Lá, a imagem foi embarcada para a procissão marítima, que teve início às 13h e passou pelo porto do Jenipapeiro, Ponta d’Areia e Barragem do Bacanga, retornando à Rampa Campos Melo uma hora depois.

Ao desembarcar no Cais da Praia Grande, o santo padroeiro dos pescadores foi colocado no topo da viatura do Corpo de Bombeiros para a peregrinação terrestre, iniciada por volta das 15h. Com saída pela avenida Beira Mar, a procissão passou pelas ruas São Pantaleão, Cajazeiras, Passeio, avenidas Rui Barbora e Múcio Mendonça, retornando ao Largo de São Pedro, onde o foi celebrada uma missa para os fiéis.

Segurança

Tranquilidade, fé e devoção marcaram a procissão a São Pedro, realizada na tarde desta quarta-feira (29), em São Luís. Foto: Karlos Geromy/Secap

Tranquilidade, fé e devoção marcaram a procissão a São Pedro, realizada na tarde desta quarta-feira (29), em São Luís. Foto: Karlos Geromy/Secap

Além de dar suporte a organização da festa, transportando a imagem de São Pedro nos trajetos por terra, o Corpo de Bombeiros do Maranhão (CBMMA) executou papel importante no reforço a segurança. As ações preventivas, desenvolvidas juntamente outros órgãos de Segurança Pública, garantiram a tranquilidade no decorrer do evento religioso.

“Empregamos um efetivo de militares e de viaturas exclusivamente para atuar em casos de atendimento pré-hospitalar, busca e salvamento, combate a incêndios, entre outros”, declarou o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto Araújo. Segundo ele, são mais de 80 bombeiros militares mobilizados durante os festejos de São Pedro e São Marçal, apoiados por viaturas de combate a incêndio, de busca e salvamento e ambulâncias.

As guarnições do Corpo de Bombeiros também estiveram presentes nas procissões marítimas nas baías de São Marcos e São José de Ribamar, ao lado da Capitania dos Portos, por meio de embarcações. Por meio de 40 homens, a Capitania inspecionou as condições de navegabilidade dos barcos, exigindo coletes e a documentação necessária, e impedindo superlotação, presença de álcool e fogos de artifício nas embarcações. A Polícia Militar e a Guarda Municipal completaram a operação, no suporte a segurança dos fiéis durante a procissão terrestre.

Devoção

Tranquilidade, fé e devoção marcaram a procissão a São Pedro, realizada na tarde desta quarta-feira (29), em São Luís. Foto: Karlos Geromy/Secap

Tranquilidade, fé e devoção marcaram a procissão a São Pedro, realizada na tarde desta quarta-feira (29), em São Luís. Foto: Karlos Geromy/Secap

A fé em torno de São Pedro mobilizou dezenas de pessoas, entre elas a pensionista Maria José de Ribamar Macedo Lima, 84 anos, que todos os anos comparece ao Cais da Praia Grande para acompanhar o passeio do santo pela baía de São Marcos. “Para mim, é o momento mais lindo do festejo, ver o santo passeando pelo mar, lindo desse jeito”, disse ela. Devota, Maria também monta um altar para São Pedro em casa, com frutas e o tradicional mingau de milho.

Quem não se contentou em ficar só olhando foi a doméstica Maria do Carmo Pena Nina, 57 anos. Integrante da Comunidade de São Pedro, Maria participou da procissão marítima na mesma embarcação que conduziu a imagem pela baía de São Marcos. Junto com outros fiéis, ela rezou, cantou toadas de boi e entoou hinos católicos para o santo padroeiro.

“A emoção é muito grande, é muito gratificante, é uma coisa muito preciosa para a gente. Todo ano eu venho, peço para ele me ajudar e assim a gente vai levando…Enquanto vida eu tiver e assim ele me der a graça para eu continuar acompanhando, estarei aqui”, disse Maria do Carmo, que entre as graças alcançadas por intermédio de São Pedro, destaca o emprego conquistado pelo neto recentemente.

governomaO Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Gestão e Previdência (Segep), publicou, nesta terça-feira (28), o edital do Concurso Público da Procuradoria Geral do Estado do Maranhão (PGE – MA) para preenchimento de 30 vagas no cargo de procurador do Estado. As inscrições serão abertas a partir de 4 de julho e os candidatos terão até 27 de julho para fazer as inscrições exclusivamente pela internet, através do site www.concursosfcc.com.br.

O certame será organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC). Poderão participar do concurso, bacharéis em Direito com inscrição devidamente comprovada na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O vencimento do cargo é de R$ 19.955,40 (dezenove mil, novecentos e cinquenta e cinco reais e quarenta centavos).

Conforme lei específica, 5% (cinco por cento) das vagas são destinadas às pessoas portadoras de deficiência e 20% (vinte por cento) aos candidatos negros, nos termos da Lei Estadual nº 10.404, de 29 de dezembro de 2015. O concurso tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período.

Com o concurso, o número de procuradores aumentará quase 50%. Atualmente, existem apenas 62 procuradores na ativa. Segundo o procurador-geral do Estado, Rodrigo Maia, um terço dos servidores está prestes a se aposentar, o que evidencia ainda mais a importância do concurso público.

O procurador-geral do Estado, Rodrigo Maia, também informou que não haverá exigência de tempo mínimo de atividade jurídica, o que possibilitará a inscrição tanto de membros da carreira jurídica, quanto de advogados inscritos na OAB.

Seleção

O concurso terá quatro fases, sendo a primeira etapa, com a prova escrita objetiva, marcada para 4 de setembro, no período da manhã, em São Luís.

A prova escrita objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, terá duração de cinco horas e será composta de 100 (cem) questões objetivas de múltipla escolha, com 5 (cinco) alternativas, sobre as seguintes disciplinas: Direito Constitucional, Direitos Humanos, Direito Administrativo, Direito Ambiental, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Tributário e Financeiro, Direito do Trabalho, Direito Processual do Trabalho, Direito Penal e Processual Penal.

Na segunda fase, o candidato classificado se submete à prova escrita subjetiva, de caráter eliminatório e classificatório. A avaliação terá duração de quatro horas e conterá 4 questões discursivas, além de um parecer ou peça processual. A realização da prova está prevista para o dia 13 de novembro de 2016.

A prova oral, marca a terceira etapa do concurso e também terá caráter eliminatório e classificatório. Durante a avaliação, será vedado ao candidato qualquer tipo de consulta. As datas da realização das provas orais serão publicadas no Diário Oficial do Estado do Maranhão, e divulgadas nos endereços eletrônicos da Procuradoria Geral do Estado (www.pge.ma.gov.br) e da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br).

Participarão da última fase, correspondente à prova de títulos e que tem caráter classificatório, apenas os candidatos aprovados na prova oral. Cursos de pós-graduação, em nível de especialização na área jurídica, mestrado e doutorado na área do Direito, são alguns dos títulos a serem considerados, nesta etapa.