Órgãos do Governo do Estado não terão expediente nesta quinta (26) e sexta-feira (27)

governomaO Governo do Maranhão informa que na próxima sexta-feira (27) será ponto facultativo para órgãos públicos do Estado, conforme estabelecido no decreto nº 31.473, de 18 de janeiro de 2016, que define os feriados e pontos facultativos da administração pública estadual, em 2016.

Em virtude do feriado de quinta-feira (26), dia de Corpus Christi, os órgãos do Estado, com exceção daqueles que prestam serviços considerados de natureza essencial, não funcionarão na quinta e sexta-feira (26 e 27), feriado e ponto facultativo, respectivamente. As atividades serão retomadas na próxima segunda-feira (30).

O calendário de feriados e pontos facultativos da administração pública estadual de 2016 é estabelecido por meio do Decreto 31.473, de 18 de janeiro de 2016, e deve ser observado pelos órgãos da Administração Estadual, incluindo as Autarquias e Fundações Públicas.

Apenas em março foram realizados mais de 12 mil atendimentos. Foto: Divulgação

Apenas em março foram realizados mais de 12 mil atendimentos. Foto: Divulgação

Com serviços que trabalham a reabilitação física e intelectual, o Centro de Reabilitação (CER) do Olho d’Água ultrapassou a marca de mais de 37 mil atendimentos somente este ano. Apenas em março foram realizados mais de 12 mil atendimentos.

De acordo com a diretora-geral do CER, Renata Caldas, comparando os atendimentos já realizados em 2016 com 2015, a média mensal dobrou. “Creditamos esse crescimento ao fato de o Centro de Reabilitação ser hoje o de maior referência no estado. Fazemos cerca de 8 a 9 mil atendimentos por mês para um público muito extenso, a partir de 3 meses de idade. E algo que contribuiu muito para esse crescimento foi a oferta de alguns serviços como os de atividade em grupo, que a gente consegue trabalhar com um número maior de pacientes, como é o caso da hidroterapia, das aulas de dança, de alongamento…”, explicou. Em agosto de 2015, para ampliar o número de atendimentos e oferecer um serviço de reabilitação especializado, o Governo do Maranhão inaugurou mais os setores de neuropediatria, pilates e reabilitação física. À época, eram realizados cerca de 3 mil atendimentos mensalmente.

Público diverso

De acordo com Renata, o público atendido pelo Centro é diverso e, por isso, as opções de serviço também são variadas. “Nosso paciente vem encaminhado pelo SUS, para fazer uma fisioterapia, uma fonoaudiologia, e acaba usufruindo de outros serviços que oferecemos aqui, como as atividades de fisioterapia e dança na piscina, as próprias aulas de dança, que sempre tem turmas cheias e a academia e o pilates. Além de tratarmos a reabilitação do paciente, acabamos contribuindo para o bem-estar deles também”, explicou.

Moradora do bairro Liberdade, desde junho de 2015, dona Joana Evangelista, de 82 anos, frequenta o Centro de Reabilitação. Mesmo sendo um pouco distante de sua residência, ela conta que acorda muito disposta, às 4h, para chegar ao CER cedo e se exercitar na primeira turma das segundas e quartas. “Eu acordo cedo, pego o primeiro ônibus para vir pra cá, porque gosto de chegar cedo pra participar de tudo. Faço a aula na piscina, depois vou pra dança e depois ainda faço alongamento. Gosto demais daqui, todos tratam nós vovós muito bem aqui”, contou já animada para ir à próxima aula.

Serviços

Com a ampliação, o CER totaliza hoje 14 serviços que são: fisioterapia, psicologia, educação física, terapia ocupacional, assistência social, psicopedagogia, hidroginástica, fonoaudiologia, dança, academia, acupuntura, pilates, nutrição e neuropediatria.

Ação teve caráter educativo e foi realizada em bares do Vinhais e Lagoa da Jansen. Foto: Divulgação

Ação teve caráter educativo e foi realizada em bares do Vinhais e Lagoa da Jansen. Foto: Divulgação

Mais uma ação do Movimento Maio Amarelo foi realizada em bares de São Luís no último fim de semana. Desta vez, a atividade ocorreu no bairro Vinhais e na área da Lagoa da Jansen. A equipe de educação para o trânsito do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) distribuiu material informativo sobre a Lei Seca, repassou informações sobre segurança no trânsito e propôs que as pessoas fizessem o teste do bafômetro. A ação teve caráter educativo.

Um empresário, que tinha bebido duas caipirinhas, aproveitou a ação para conhecer o teste do bafômetro e percebeu que não podia mais dirigir naquela noite de sábado (21). “Com dois copos não sinto alteração dos meus sentidos, mas vi que o aparelho indicava uma concentração de álcool que já resultaria em uma infração de trânsito; agora sei que a tolerância é zero”, afirmou.

Outra pessoa que aproveitou a ação educativa para fazer o teste do bafômetro foi um cantor. Ele aprovou as ações do Movimento Maio Amarelo em bares e casas de show. “Toda mudança começa pela educação; campanhas educativas como essa causam impacto, fazem as pessoas refletirem e mudarem o comportamento e está sendo feita no lugar certo”, disse.

Operação Lei Seca

Depois da ação nos bares, a equipe de Educação para o Trânsito do Detran montou barreiras nas Avenidas Litorânea, Holandeses e Carlos Cunha para realizar blitz da Operação Lei Seca. Um total de 625 pessoas foram abordadas e 410 concordaram em fazer o teste do bafômetro.

Em toda a operação, 23 motoristas foram flagrados no teste com quantidade de álcool no sangue suficiente para gerar infração de trânsito. Um dos motoristas também terá que responder por crime de trânsito, pois apresentou mais de 0,33mg/L (miligramas de álcool por litro de sangue).

Houve ainda casos de recusa ao teste, 84 motoristas não quiseram fazer o exame e, conforme determina a lei, foram autuados por alcoolemia. A multa para quem se recusa em fazer o teste do bafômetro é a mesma de quem é flagrado no exame, de R$ 1.915,30. O motorista infrator ainda tem a Carteira Nacional de Habilitação recolhida e o direito de dirigir é suspenso por 12 meses.